domingo, 28 de Setembro de 2008

Escalas de medição de sismos

Para avaliar os sismos são utilizadas escalas de medição de sismos.
Existem dois tipos de escalas:
. A escala de Richter;
. A escala de Mercalli
.



Escala de Mercalli


(fig.1)

A escala de Mercalli, é uma escala de intensidade (relativa) e foi criada em 1902 pelo sismólogo italiano Giusseppe Mercalli (fig.1). É a escala mais utilizada e tem 12 valores. A escala de Mercalli ao contrário da escala de Richter não se baseia em registos sismográficos, mas sim nas observações das destruições causadas e nos relatos das pessoas que sentiram o sismo.
Para um mesmo sismo a intensidade pode variar de local para local.

Ex: Se o local for mais próximo do Epicentro, a intensidade é maior, mas se o local for mais longe do Epicentro menor é a intensidade.
Obs: Á medida que nos afastamos do Epicentro, a intensidade das ondas sísmicas vai diminuindo.

Vocabulário:
Epicentro - local da superficie terrestre situado na vertical do Hipocentro.
Hipocentro - onde o sismo tem origem, onde ocorre a falha.
Ondas sísmicas - energia libertada da falha propagando-se em todas as direcções, acabando por atingir a superficie terrestre.




Representação esquemática de um sismo


(fig.2)



Escala de Mercalli


(fig.3)



-------------------------------------------------



Escala de Richter

(fig.4)


A escala de Richter, é uma escala de magnitudes (exacta) e foi criada em 1935 pelos sismólogos Charles Francis Richter e Beno Gutenberg (fig.4). A escala de Richter é uma escala aberta, mas, até ao momento, não foram registados sismos com valoresde magnitude superior ao valor 9, por isso até ao momento a escala de Richter tem 9 valores. A escala de Richter baseia-se em instrumentos que dão os registos sismográficos.
O instrumento utilizado é o sismógrafo.
Tal como a escala de Mercalli, a magnitude de um sismo pode variar de local para local.

Vocabulário:
Sismógrafo - aparelho que mede com precisão e nitidez, as ondas sísmicas.



Magnitude sísmica e equivalência com a escala de intensidade


(fig.5)




Trabalho realizado por:
Alexandre da Cruz Batalha
nº2
8ºD

Bibliografia:
http://www.apolo11.com/richter.php
http://ensinarevt.com/form_civica/seguranca/sismos/imagens/Imagem2.jpg
http://www.earthquakes.bgs.ac.uk/hazard/Mercalli.jpg
http://static.publico.clix.pt/docs/sociedade/escalarichter.jpg
http://pwp.netcabo.pt/geografia/images/sismo1.jpg
http://static.publico.clix.pt/docs/sociedade/escalasismos.gif